Comprar Agora

5 sinais de bateria fraca | Dicas

Bateria fraca

A bateria morreu? Como sei se a bateria do meu carro está fraca?

A bateria é uma das peças fundamentais do carro. Não só serve para que pôr o carro a trabalhar, mas também é ela que faz com que funcionem alguns componentes de segurança. Assim as luzes, a buzina ou a direção assistida são ‘acionadas’ pela bateria. Esta também fornece energia ao rádio.

As baterias são constituídas, no seu interior, por placas de chumbo metálico e placas revestidas de peróxido de chumbo. São mergulhadas numa solução aquosa de ácido sulfúrico, chamada de eletrólito. Estes componentes armazenam a energia sob a forma química e, desta forma, transformam-na em energia elétrica. 
As placas de chumbo metálico produzem iões negativos e as placas de peróxido de chumbo produzem iões positivos. Por isso, as baterias são um circuito fechado. A reação quimica constante entre iões positivos e negativos é incentivada por uma mistura aquosa constituída por água e ácido sulfúrico. E, assim, se produz energia!

Esta energia armazenada pela bateria é apenas suficiente para colocar o carro a funcionar. De seguida, continua a ser carregada por um componente chamado alternador.
Uma bateria tem um ciclo de vida de aproximadamente 4 anos.

Como saber se a bateria está fraca?

1️⃣ LUZES COM POUCA INTENSIDADE

As luzes do carro são compostas pelas luzes interiores e pelas exteriores e, ainda, pelas luzes do painel de instrumentos. Assim, se notas que as luzes do carro estão com menos intensidade do que o habitual, talvez seja um sinal que a bateria não está a funcionar em perfeitas condições. Isto pode ser um problema relativo à idade da bateria. Mas também pode haver algum problema com o alternador do carro que não está a carregar a bateria corretamente.

2️⃣ CARRO DEMORA MUITO A LIGAR

Se o motor do carro demora demasiado tempo a ligar, então a bateria também poderá não estar boa. O motor de arranque deverá funcionar em menos de 1 segundo até o “coração do carro começar a bater”. É natural que nos meses de muito calor ou de muito frio este tempo seja ligeiramente superior, mas não deverás ter que dar à ignição mais do que uma vez.

3️⃣ PÓLOS OXIDADOS

Como vimos, a bateria é composta por ácidos bastante corrosivos e trabalha sob reações químicas. Por este motivo, com o passar do tempo, é normal que os componentes comecem a perder qualidades e eventualmente, alguns resquícios de ácido possam escapar.
Caso notes algum pó esverdeado nos pólos, este pó pode criar uma barreira no circuito entre o alternador e a bateria impedir que o alternador a carregue corretamente. 
Para tentar remover a oxidação dos pólos, deves desconectar os terminais da bateria, desapertando os cabos que conectam o alternador aos pólos e limpando os pólos com o auxílio de uma lixa.
Nota: A cor vermelha ou sinal (+) correspondem ao pólo positivo. A cor preta ou sinal (-) correspondem ao pólo negativo. 
🚨NUNCA, JAMAIS em hipótese alguma: juntes os dois cabos sob risco de apanhares um choque elétrico de moderada intensidade.🚨

4️⃣ BAIXA VOLTAGEM

Deves efetuar, com regularidade, testes à bateria do carro, ligando os pólos positivo e negativo a um voltímetro/multímetro. Caso o resultado da leitura seja inferior a 12V, a bateria não está em condições de alimentar a parte eléctrica do seu carro. Assim, mais tarde ou mais cedo, não permitirá sequer ligar a ignição para pôr o carro a trabalhar.

5️⃣ PROBLEMAS COM FECHO CENTRALIZADO

Se já te aconteceu fechar o seu carro mas este abrir novamente, ou estar aberto e fechar inesperadamente, este é um dos sinais de que a bateria do carro está fraca. O fecho centralizado é comandado pela bateria do carro e depende desta para funcionar corretamente.

____________________________

Até à próxima!

Leave Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *