Comprar Agora

Embraiagem Bimassa ou Monomassa?

Antes de iniciarmos o tema da embraiagem bimassa ou monomassa, vamos falar sobre o que é a embraiagem.

embraiagem bimassa

A embraiagem é o elemento que transmite a rotação do volante do motor às engrenagens da caixa de velocidades. Por sua vez, a caixa de velocidades transfere a rotação para o diferencial através do eixo. Assim, a transmissão entre o volante, elemento que se encontra fixo à cambota, e a caixa de velocidades, dá-se através da pressão do disco de embraiagem.

A ligação entre o disco e o volante deve ser suficientemente forte de forma a não registar-se a patinagem da embraiagem contra o volante do motor. Ao premir-se a embraiagem, alivia-se o contacto entre o disco de embraiagem e o volante, o que interrompe a passagem de energia para a caixa de velocidades.

Embraiagem bimassa

A embraiagem bimassa tem dois discos de aço. Ambos os discos têm a capacidade de se mexer de modo independente, dentro de um limite.

Os dois discos servem de amortecedores e ajudam a absorver as virações do motor. Logo, faz com que os danos a longo prazo no sistema de transmissão sejam menores. A embraiagem bimassa traz várias vantagens, incluindo a redução de vibrações, redução de danos na transmissão  e redução de ruídos. No entanto, a embraiagem, em si, desgasta-se mais depressa.

É mais difícil analisar o estado de uma embraiagem bimassa do que de uma monomassa, o que pode fazer com que os custos de reparação sejam maiores.

Embraiagem monomassa

A embraiagem monomassa tem apenas um disco de aço e permite o contacto direto entre a embraiagem e o motor. Assim, o motor torna-se mais leve.

Alguns modelos têm molas que também servem de amortecedor face às vibrações. Mas nem sempre é o caso – alguns modelos obrigam o condutor a aturar vibrações a mais, durante a condução.

No entanto, uma embraiagem deste tipo tende a ser muito mais barata do que uma bimassa. Por isso, tendo em conta ser apenas um disco de aço é mais fácil seguir especificações de fábrica em reparações e substituições.

Num ambiente de alta intensidade, o melhor é nem pensar em embraiagem bimassa. Neste caso, a bimassa iria acabar por se estragar facilmente. A embraiagem monomassa é, por isso, mais resistente ao desgaste por ser apenas um disco.
Por ser mais resistente, o dispositivo monomassa é mais indicado para veículos que se destinam a uma utilização vincadamente desportiva.

Embraiagem bimassa ou monomassa?

Como já referimos, a embraiagem bimassa irá estragar-se mais facilmente num ambiente de alta intensidade. Por isso, se não vais para corridas, a mudança de bimassa para monomassa, não se justifica. Para ti, condutor comum, ia simplesmente criar um aumento de vibrações e ruídos ao conduzir.

No que toca ao desempenho, resume-se ao peso da embraiagem e ao desgaste que a mesma sofre. Mais uma vez, a não ser que pretendas correr profissionalmente, mais vale optar pela bimassa.

__________________________________________________________________

Gostas de mecânica, mas não sabes os nomes das ferramentas? Não sabes por onde começar? Clica aqui e conhece o nosso EBOOK com 12 ferramentas básicas da mecânica!

Leave Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *